segunda-feira, 30 de maio de 2011

Diva

Ave, Ava!

Seguro firme
o fio do ego
Não nego
Há de me retornar
a percepção
Já não quero interpretar
papéis pequenos.

24 comentários:

Maria Rita disse...

O pequeno não te cabe!

Beijo doce

carikaturARTE disse...



Ave Ross!

:o)

Eraldo Paulino disse...

Humilde é aquele que vê nele/a próprio/a exatamente o que é. Nem abaixo nem acima.

No seu caso, só posso te olhar debaixo.

Bjs que tietam mesmo!

Suzana Martins disse...

Esqueço as interrupções...

Beijos

Wania disse...

Rossana


Uma Diva no divã...



Divino!!!

Bjks, minha querida


PS: espero que teu final de semana tenha sido dos melhores no Festival da Mantiqueira!

Batom e poesias disse...

Grande é sua generosidade, Maria Rita.
Um beijo, querida!

Batom e poesias disse...

Tonh0

◄☼☼►
<>

Bjs

Batom e poesias disse...

Eraldo,

te gosto tanto...

bj

Batom e poesias disse...

Suzana,
Você é uma querida.
bj

Batom e poesias disse...

Wania, o festival foi muito bacana.

Querida, você sim é uma Diva dos versos e dos reversos.


bj enorme

MIRZE disse...

ROSS!

Linda amiga, juro que achei que era você. Porque colocou AVA?

Quanto ao poema! MUITO BEM!!!!

Só que isso nunca aconteceu, só na sua cabeça. Você é SEMPRE MAIS!

Beijos

Mirze

Leonard M. Capibaribe disse...

Lindo demais esse seu blog! Gostei muito das suas palavras! Muito bom mesmo! Parabéns!

Berzé disse...

De volta, que bom.
Abração!
Berzé

Lara Amaral disse...

Vc não nasceu para coadjuvante! ;)

Beijo.

Batom e poesias disse...

Mirze, não dá para competir com a Ava... kkk

bjs, querida

Batom e poesias disse...

Oi Leonard
Fico contente que tenha gostado.
Espero que retorne sempre.

bj

Batom e poesias disse...

Berzé,
nem deu para sentir a minha falta... rss

Bjs, querido.

Batom e poesias disse...

Minha linda Lara!

Numa pequena frase, uma enorme generosidade.

Beijo, alminha.

Raquel Amarante disse...

Protagoniza.

Batom e poesias disse...

Antagonizo.

bjs Raquel

Cris de Souza disse...

é justo, já que és imensa!

Batom e poesias disse...

Cris
:D

bj

Nayara Borato disse...

Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Nayara e cheguei até vc através do Blog ponto final. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir um blog do meu amigo Fabrício, que eu acho super interessante, a Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. A Narroterapia está se aprimorando, e com os comentários sinceros podemos nos nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs


Narroterapia:
Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.

Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.
http://narroterapia.blogspot.com/

Bruno Soft disse...

É só não escrever
poemas que parecem grandes
Mas são pequenos

P.S.: É só poesia