sexta-feira, 20 de abril de 2012

Novas condições




Declaro oficialmente
a nossa ruptura
E não me intimida
sua caricatura amuada 
e carrancuda
É determinado agora
que não se atreva
a sonhar comigo
E ainda lhe proíbo
de me pedir poemas
Veto-lhe rompâncias
e indecências verbais
de falácias e malícias
Impudicos desejos
Em resumo:
Ainda que assuma
que não sou
apenas mais uma
nem vou ajuizar
E a despeito dos ensejos
decreto o fim de
todos os beijos
Outra cláusula inserida
até que se cumpra
me amar!

9 comentários:

Sonhadora disse...

Minha querida

Comentar o BELO é tão difícil...deixo apenas a minha admiração e um beijinho.

Sonhadora

Wania disse...

Rossana querida!


Ajuizando em poesia própria! ;)
Que a lei se cumpra!!!!!




Bj grande

Tania regina Contreiras disse...

Porque o amor haverá de se cumprir, SEMPRE! :-)
Beijos,

Maze Oliver disse...

Que faça-se cumprir!O que em poesia determinou! É sempre um prazer ler seus poemas!

Toninhobira disse...

Belamente enquadrado nas garras do amor.
Belissima e criativa inspiração amiga.
Carinhoso abraço de paz e luz.
Bjo.

byTONHO disse...



STP - "Supremo Tribunal da Poesia!"

:o)

Eraldo Paulino disse...

Você sumiu de novo =(

Mas eu me reencontro contigo toda vez que venho aqui.

Bjs no batom!

Cris de Souza disse...

eis o império do imperativo!

Marisete Zanon disse...

Isso ae! Lindos seus poemas, encontrei o blog stravés do 6vqcoisa.
abraço