sábado, 18 de agosto de 2012

Ode incorreto


blue - Nathan Sawaya


Eu gosto de gente
com defeito
Eu gosto dos diferentes
dos que se excedem
e dos imperfeitos
dos que vão além
e dos que se arriscam 
dos imprevisíveis
e dos inconsequentes
Gosto de gente
incoerente
que comete enganos
Gosto de humanos
Gosto dos esquisitos
e até dos irredimíveis

A perfeição é insípida.

25 comentários:

Bípede Falante disse...

Eu gosto ou tolero quase todos.
Mas não suporto os maus.
Os maus, se eu pudesse, surrava rsrs
Gostei da ode!

Beijos

Flavio Ferrari disse...

Infame talvez seja um exagero ... mas certamente é aborrecida ... ;-)

Caroline Godtbil disse...

Infame e tediosa!!!
Viva os intensos!
Beijo.

Primeira Pessoa disse...

a perfeição é uma imperfeição, rossana.
um atrofiamento.

Lara Amaral disse...

Ainda bem, senão, não gostaria de mim, rs.

Beijo!

Assis Freitas disse...

ode demasiadamente humana, como diria Nietzsche,


beijo

Batom e poesias disse...

Lelena, os malvados sø podem ser doentes.
Ha que se ter compaixão.

Bjs

Batom e poesias disse...

Flavito, a palavra escolhida primeiramente era "tediosa", mas carecia de lirismo...
Dai apelei...rss

bjcas

Batom e poesias disse...

Caroline, concordo plenamente!
Bjcs, querida.

Batom e poesias disse...

Roberto Lima, voce captou a essencia da coisa.
Feliz por estar de volta.

bjs

Batom e poesias disse...

Larinha, suas imperfeições (que diz ter), te fazem infinitamente interessante e bela.
Bjs, alminha.

Batom e poesias disse...

Assis, a humanidade carece de Amor.
É tudo que precisamos dar e receber.

bjs, querido.

Will Moa disse...

Olá,

Perspicaz poesia. Gente assim, imperfeita, mostram-se espelhos, não é mesmo?

Parafraseando Guimarães Rosa, eu diria que: imperfeição é questão de prefixo...



Batom e poesias disse...

Guimarães Rosa sabia das coisas, Will.
Obrigada por vir e comentar.

bjs

Tania regina Contreiras disse...

"Eu gosto dos que têm fome, dos que morrerm de vontade, dos que secam de desejo, dos que ardem"...e tudo isso vem da imperfeição, não é? rs
Sou do seu bloco.
Beijos,

Cris de Souza disse...

Eu me estranho mas por você me encanto.

Beijo, Rou Rou!

Mário Lopes disse...

A perfeição é uma falsificação da imperfeição. E não há apenas uma falsificação da imperfeição, há várias. Nada é perfeito ou imperfeito. Tudo existe e umas vezes simula e mente, outras vezes não. E como dizia Nietzsche "a uma certa altitude tudo é um". Mas podemos dizer que o nosso organismo tem um detector que alerta e repudia as perfeições quando as encontra. Há sempre uma memória do que fomos. E algum "treino" de como a realidade mente.
Amemos as imperfeições, então. E investiguemos os seus mistérios.

Linda a tua poesia da vida, Rossana. Beijo.

Batom e poesias disse...

"Eu não julgo competência
Eu não ligo pra etiqueta
Eu aplaudo rebeldias"

A Adriana Calcanhoto é muito especial...
Vc também.

bjs

Batom e poesias disse...

Cris, você é que é encantada...
Bjs

Batom e poesias disse...

Mario, meu querido.
Você sempre faz meus poemas parecerem tão melhores...

Sou grata pelo carinho e cuidado com que me lê.
Bjs

byTONHO disse...



P...ode!

:o)

Eraldo Paulino disse...

Impossível não compartilhar. Perfeito!

Bjs entusiasmados no batom!

Batom e poesias disse...

Grata Tonho.
bjcas

Batom e poesias disse...

Eraldo, você é bem assim...
Imperfeitamente perfeito.
bj

Elliott disse...

Gostei, lembrei da Adriana Calcanhoto: eu não gosto do bom gosto, eu não gosto do bom senso...