sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Imagem do google



Apascenta-me
de calma
e serena a ira
dessa solidão
esfomeada
Presenteia-me
com calenturas
e promessas
Brinda-me
com caridosos
ensejos
Que já ando eu 
tão apodrentada
de vazios
Que nem flor
nem espinho
nem nada...
.

2 comentários:

Ana disse...

Tão bonito...e tão triste...


Ana

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida

Por vezes estamos assim...sem nós.
Muito belo apesar de triste.

Um beijinho com carinho
Sonhadora