quarta-feira, 3 de setembro de 2014

A esmo...

Imagem do google


Não tenho
a chave
a senha
ou o código
Não vejo a porta
o acesso
a passagem
Perdida
Tão perdida
Que já me resta
pouca
dúvida
sobre essa
incabível
vida.

4 comentários:

Toninho disse...

Faz tempo que não ancorava meu barco neste porto de poesia.
E tinha que ser Setembro com toda esta magia que envolve os corações sensíveis.
Aqui a melancolia vista em Drummond ao não encontrar a porta e nem sua Minas.
Belo trabalho amiga.
Que bom vê-la postando com toda esta arte.
Carinhoso abraço e Feliz Setembro pleno de inspirações.
Beijo

doni seo disse...

obat kuat

pemutih badan

obat asam urat

obat pelangsing

obat hernia

obat diabetes

obat herbal

game pc

obat kuat semarang

Moacir Willmondes disse...

Quando as dúvidas acabam, quase sempre, é porque os passos já restam cansados e sem rumos.

Intensos versos...

NDORETTO disse...

Bárbaro!