quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

desistir-resistir-existir


 
Nem cogito ficar a sós comigo
que eu bem conheço meu colossal vazio
Eu me angustio
de tanto que distingo o meu feitio
É que Deus me deu
uma alma sem fundo
A maior cava existente nesse mundo
Que nada preenche
nem acalma
Trago ainda vestígios de insanidades
misturados à urgências e saudades
Que me obrigam a distrair-me de mim
Evanesço-me à qualquer delírio
à qualquer frivolidade
Disperso-me por precaução e por prudência
Antes que diante de tanta aflição
eu me enlouqueça
e renuncie à vida
sem nenhum perdão.



28 comentários:

Leonardo B. disse...

[como os pontos cardeais da vida são insuficientes, em nós, todos os restantes se completam]

um imenso abraço, Rossana

Leonardo B.

Michele P. disse...

Rossana

Linhas perfeitas! "Perder-se também é caminho".

Um grande abraço!

Fouad Talal disse...

as coisas por aqui estão ficando
densas e tensas...

talvez o leminski tenha razão:

"distraídos venceremos"

bjos atentos.

olhar disse...

sempre que não pensei muito...acertei.

beijos em você!

Bia

Mirze Souza disse...

Lindo poema, Ross!

Urgências e saudades andam de mãos dadas com a angústia!

Fuja!

Beijos

Mirze

Marcantonio disse...

Ora! O Fouad se antecipou ao que eu ia dizer! Rs. Realmente, esse poema é muito denso. Parabéns! Parece que você vem tocando na mesma nota, mas subindo de oitava em oitava até alcançar a expressão mais aguda. Bom demais!

Beijo.

Lara Amaral disse...

Espero que haja um descanso eterno só para poetas e suas almas e mentes inquietas, rs.

Beijo, linda!

tonhOliveira disse...



É...

Creio-em-deus-pa d.r.e.

d.r.e xistir jamais!

:)

Ma Criscolin disse...

Adorei seu blog e ja to te seguindo
me faça uma visita.. tem sorteio

bjo

http://batombotaoealgodao.blogspot.com/

Batom e poesias disse...

Leonardo, andemos sempre sem bússolas, então.
Beijos querido.

Rossana

Batom e poesias disse...

Verdade Michele.
Olha só eu...
:)
bj

Batom e poesias disse...

Fouad

O Paulão (rss) sempre teve razão, por isso sofreu tanto.

Um abraço denso, digo, imenso!
:)

Batom e poesias disse...

Então, Bia...
Eu também, mas por vezes é inevitável.

Feliz por aparecer!
bjs

Batom e poesias disse...

Querida Mirze,
Você tem toda razão.
Em alguns casos, melhor fugir.

Linda!
bjs

Batom e poesias disse...

Marcantonio

Sabe a criancinha que vê trinta vezes o mesmo filme até elaborar sua compreensão emocional?
Sou eu...

Uma hora eu mudo de assunto... rss
Bjcas

Batom e poesias disse...

Haverá sempre um diabinho e seu tridente, cutucando a alma dos poetas...rss

Te gosto.
Bjs

Batom e poesias disse...

Tonh0
Na luta!

Que bom que está só sorrisos.
:)

Beijocas

Batom e poesias disse...

Marilia
Grata pela visista e gostei muito do seu cantinho.
bjim

Zélia Guardiano disse...

Poema simplesmente maravilhoso, querida Rossana!
Identifiquei-me demais com esses versos...
Sua sensibilidade é extraordinária, minha amiga.
Parabéns!
Imenso abraço!

Nilson Barcelli disse...

Alma sem fundo é fogo...
Belíssimo poema. Gostei imenso das tuas palavras.
Beijo.

Batom e poesias disse...

Zélia, querida,
Quem bom que identificou-se.
Fico feliz.

bj

Batom e poesias disse...

Nilson,
Que bom que veio.
Grata pelas palavras e parabéns pelo lindo blog.
bj

Ribeiro Pedreira disse...

em tempo de existência
desistir é tentador
mas resistir é preciso!!!

ando oculto, apenas nas leituras.
sem comentários, rsrss
mas to por aí.
obrigado pela sua visita.
bjinhos

Wania disse...

Rossana querida

No que se refere ao autoconhecimento... a poesia pode ser um grande mal ou belo remédio!


Apesar das inquietudes, eu gosto muito desta tua Alma sem fundo! ;)




Bjão carinhoso e um Natal e um 2011 iluminado para ti e todos os teus afetos, minha amiga do coração!!!!

Flavio Ferrari disse...

Nada é capaz de preencher um vazio da alma. É da natureza da alma preencher-se sozinha.

Batom e poesias disse...

Dado, você é um menino sábio.
Grata pelas palavras.

bj

Batom e poesias disse...

Minha doutora querida!

Desejo-lhe em dobro a felicidade que me deseja.
bjcas

Batom e poesias disse...

Flávio,
Sei disso.
Sabemos.
Mas enquanto isso, aproveito faço um poeminha, né?

bjcas