sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Esperança



Não tive um conto de Natal
Não tenho um conto de réis
Não terei um conto de carochinha
A vida é um conto do vigário

A saudade é crônica
e a paixão é poesia


No final das contas
quem diria
ainda tenho esperanças...

44 comentários:

vanessacamposrocha disse...

Querida Rossana,

esperança também é alimento
apesar da vida duris, como dizia Mussum!
obrigada pela visita no blog!
Eu e Doca sentimos a falta de vocês no lançamento, mas também sabemos o quanto fim de ano é corrido. Mas, aposto que nos vemos em breve!!

beijos e bom ano para sua família

Vanessa

Nathália :) disse...

A esperança é última que morre, :)

Feliz Natal!

Lara Amaral disse...

Que nossa paixão de poesia continue em movimento então, para que ela consiga remexer o resto que se arrasta.

Lindo, lindo! É sempre uma feliz surpresa vir aqui.

Ótimo finzinho de ano para vc. E que 2010 seja de muitas realizações em sua vida.

Beijos, paz e bem!

Mirse Maria disse...

Lindo Rossana, como você!

Nem sempre é bom ter contos de Natal!

E você já é um EN CANTO de pessoa!

Amo ler seus versos!

Beijos

Mirse

Eraldo Paulino disse...

Ual!

Você screve coisas lindas assim e depois ainda diz que eu exagero nos elogios.

Acho muito bom quando ao ler um poema, me transporto àquele pequeno universo verbal e retorno ao mundo real dizendo: "é isso mesmo". Foi o caso agora...

bjs!

Flávio Morgado disse...

Nada no mundo é feito sem esperança, tenha, mas tenha a boa esperança, renovada, sem expectativas de sucesso, apenas de vida, de novos fatos, só assim terá réis, carochinhas...
Gostei!

F.M.

Wania disse...

Rossana

Eu também tenho esperança, por isso eu quero um conto de fadas onde eu invento o meu Natal, cavo os meus dinheiros, brinco com a carochinha e fico surda para o vigário...risos!

Muita paixão/poesia nas nossas vidas ..isso é o que conta!

Lindas contas deste teu colar, minha amiga! Tua poesia é pérola sempre!!!!!!!

Bjão

Simples Assim... disse...

Neste ano também me faltou um conto de Natal, talvez porque outros cAntos ainda precisam ser contados. Os contos de réis também andam em falta. Contos de carochinha dispenso, ao menos, por enquanto. Há tempo pra tudo.

No final das contas, quem diria, ainda tenho esperanças !!!

Bom ver alguém falando (escrevendo) o que eu poderia ter escrito (e não fiz). Dá uma sensação de cumplicidade.

Bjs.

Ribeiro Pedreira disse...

A esperança é um escudo que nos protege da dúvida e da depressão. Belo poema!

Batom e poesias disse...

Obrigada Vanessa.
Quero adquirir seu livro, heim?
Já tive ótimas referências dele.
bjs

Batom e poesias disse...

E tomara que não morra nunca, Nathália.
bjs e ótimo ano!

Batom e poesias disse...

Larinha,
sem palavras...

bj

Batom e poesias disse...

Mirse

Amiga amada,
Espero que este Ano Novo te inspire a escrever muito, para nosso deleite.
bjs

Batom e poesias disse...

Sabe, Eraldo?
É isso mesmo...

Gosto que goste.
bjs

Batom e poesias disse...

Flávio,
Uma mensagem positiva: "esperança boa".
Gostei.
bjs

Batom e poesias disse...

Wania,
E a gente vai seguindo, de conta em conta, fazendo de conta que é feliz...

Pérolas? Quem dera, amiga.
bjs

Batom e poesias disse...

Sensação de cumplicidade é MUITO BOM.
Simples assim...
bjs

Batom e poesias disse...

Então eu vestirei a esperança como um escudo e sairei lutando contra a tristeza, Ribeiro.
Boas festas.
bjs

▒▓█► JOTA ENE disse...

ººº
Não conhecia este espaço e gostei.

Voltarei...

BOM ANO!!

tonhOliveira disse...



Sem poesia não há salvação!

Beijos Rossana nova DEZ, no ano novo!

Mai disse...

G E N I A L!

DOLOROSAMENTE poema verdadeiro
verdadeiramente batom e poesia.

Beijos, Rossana.
Feliz tudo prá ti.

Anônimo disse...

Super verdade Rossana,
faço minhas suas palavras, conto do vigário, saudade crônica,
mas ainda tenho esperança, nem sei bem em que.........mas.....
bjs
Adriana

Anônimo disse...

será que vc sabe quem sou???
bjs ma
Adriana T

Amiga do Cafa ( Celamar ) disse...

Rossana,
....e o que seria de nós sem a esperança ?
Saudade dá boa poesia. Paixão idem.
Esperança também...e você faz poema de forma magnífica.
Amo !

Um 2010 pleno de realizações , com muita saúde, paz, amor e claro, poesia.

Um grande beijo !

FELIZ ANO NOVO

Batom e poesias disse...

Será um prazer ver-te por aqui J.N.
bjs

Batom e poesias disse...

Poetaremos então, querido TonhO!
Ótimas festas.
bjs

Batom e poesias disse...

Poetaremos então, querido TonhO!
Ótimas festas.
bjs

Batom e poesias disse...

Dri, maninha...
Te amo.
bjs

Batom e poesias disse...

Celamar, grata pelas palavras gentis.
bjs

Batom e poesias disse...

Mai, Feliz TUDO para nós.
bjs

Mário Lopes disse...

E a poesia nos salva, não é, querida Rossana? Como se o vestido certo para sair à rua da vida e conseguir enfrentá-la e percorrê-la, sem baixar o olhar, fosse tecido tão cuidadosamente, palavra a palavra e cozido tão delicadamente, pensamento a pensamento, com o frágil fio de luz da esperança que ainda mora no nosso coração, e dele fizéssemos a matéria do poema.
Em poucas, mas belas palavras, disseste tudo, poeta da vida, minha querida Rossana.
Para ti, em especial, para todos os que te são queridos, um 2010 muito feliz!

BAR DO BARDO disse...

Esperanças sempre!

2010 supimpa, Rossana!

Lai Paiva disse...

Rossana, venho desejar um ano novo bem feliz pra vc tá? Dias maravilhosos! Bj

Maldito disse...

Como dizem por ai,...é sempre a ultima que morre,..rs

Batom e poesias disse...

Lindas palavras, Mário, meu amigo querido.

Compreendes do que é tecido o manto da vida.

Que bom tecer a minha, tendo você olhando com esses teus olhos caridosos e carinhosos.

Ótimo 2010 pra você.
bjs

Batom e poesias disse...

Prof
Que bom que está de volta.
Supimpa é sua poesia.
bjs

Batom e poesias disse...

Lai
Grata por lembrar de mim.
Te desejo dias maravilhosos também, querida.

bjs

Reflexo d Alma disse...

A minha felicidade

Desde que me cansei de procurar,
aprendi a encontrar;
Desde que o vento começou a soprar-me na face,
velejo com todos os ventos.
Friedrich Nietzche


Momentos bons pra nós todos juntos, separados porém conscientes
de quem somos e pra que viemos; que cada um tenha nítido sua missão.


Não nos esqueçamos de viver sempre entre sonhos e delírios

Silvana Nunes .'. disse...

Salve o NOVO ANO !
Que ele seja de PAZ e de muita Saúde. E que estejamos juntos por mais um ano.
assim Seja !
Olá, como vai ? Estou aqui para divulgar um pouco da minha cultura e, para isso, FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... começa o ano contando um pouco sobre esse espetáculo maravilhoso que é a FLOLIA DE REIS ou REISADO, comemorado no dia 6 de janeiro. Aqui eu também coloco as famosas simpatias das Romã, muito utilizada no dia 6 de janeiro para atrair dinheiro. Para quem curte uma simpatia, vale a pena fazer.Venha conferir.
E para quem não conhece o meu espaço, convido a dar uma chegadinha até lá para conhecer o meu cantinho de histórias, o link está logo abaixo.
Que os bons ventos soprem a seu favor neste ano de 2010.
Saudações Florestais !
http://www.silnunesprof.blogspot.com

Batom e poesias disse...

Bem dito, maldito...
rss
bjs

Batom e poesias disse...

Catiaho (Reflexos da alma),

Nietzche é mesmo ótimo.
Sigamos sim, separadas e juntas, escrevendo e poemando vida a fora...

Ótimo 20101.

bjs

Batom e poesias disse...

Silvana

É claro que conheço seu espaço e gosto muito.
Passarei por lá para conferir.
Ótimo ano novo.
bjs

NDORETTO disse...

Salve!

Vim conhecer sua poesia e gostei muito desse poemito. Temos uma seguidora em comum, a Márcia Carneiro.Outra poeta de seda!

bjs
ND
http://poesiarapida.blogspot.com/

Batom e poesias disse...

Vou conhecer seu canto, ND.
Agradeço a visita.
bjs