sábado, 3 de abril de 2010



Sou eu
micro fragmento
desencorpado
incorpóreo
fractal
Ínfima lasca
A poeira do caco
Menor que o átomo
Eu
Passado
Passada
O nó desfeito no tempo
Onde o vento
fez a curva.

43 comentários:

Mateus Araujo disse...

ñ subestime seu tamanho ;)
bjoss

Maguta Bertolli (Michelle Rodrigues) disse...

Se és o nó desfeito no tempo,então tem liberdade e grandeza!=D
Bela!
Bjão

Flavio Ferrari disse...

Arguta, a Maguta ...

Desfeito o nó
Livre
Espalha o pó
E vive

Ribeiro Pedreira disse...

microfragmento poético que inquieta e faz curva no vento, no tempo presente sempre.

Lara Amaral disse...

Dar-nos conta do nosso tamanho perante o universo, olhar um grão de areia e refletir que, diante da imensidão, somos apenas poeira de estrelas.

Lindo, Ross! Reflexivo, contagiante, muito bom!

Beijo.

tonhOliveira disse...



Pô!

Mas por dentro, não cabe em si!

be:)os!

EDUARDO POISL disse...

O que posso desejar para você?

Que as verdadeiras amizades continuem eternas
e tenham sempre um lugar especial em nossos corações.
Que as lágrimas sejam poucas, e logo superadas.
Que as alegrias estejam sempre presentes
e sejam festejadas por todos.
Que o carinho esteja presente em um simples olá,
ou em qualquer outra frase, ou digitada rapidamente.
Que os corações estejam sempre abertos para novas amizades,
novos amores, novas conquistas.
Que Deus, esteja sempre com sua mão estendida,
apontando o caminho correto.
Que as coisas pequenas como a inveja ou o desamor,
sejam retiradas de nossa vida.
Que aquele que necessite ajuda encontre
sempre em nós uma animadora palavra amiga.
Que a verdade sempre esteja acima de tudo.
Que o perdão e a compreensão superem as amarguras e as desavenças.
Que este nosso pequeno mundo virtual seja cada vez mais humano.
Que tudo o que sonhamos se transforme em realidade.
Que o Amor pelo próximo seja nossa meta absoluta.
Que nossa jornada de hoje esteja repleta de flores.

Feliz Páscoa

Um abraço do amigo Eduardo Poisl

Juliana Carla disse...

PÁSCOA

Páscoa é renascimento...

É passagem...

É mudança e transformação...
É ser novo em um mesmo ser
Que recomeça pela própria libertação.

Fica para trás uma vida cheia de poeira
E começa agora um novo caminhar
Cheio de luz, de fortalecimento,
Esperanças renovadas,
E um arco-íris rasga o céu
E parece balbuciar que Jesus ressurgiu
Para nos provar que o amor
Incondicional existe, assim como a vida eterna.

(Lilian Russo)

Assim seja sua renovação para o novo mundo!
Feliz páscoa para você e toda a sua família!

Juliana Carla (Braille da alma)

Bjuxxx e xerooo

Batom e poesias disse...

Mateus, é que adoro fazer um drama...rss
beijos, lindo!

Batom e poesias disse...

Michelle, como disse o Flávio aí em cima, você é muito arguta.
Feliz por vir, linda!
bjs

Batom e poesias disse...

Flavito,
Estou despertando um poeta em você?
Adorando seus versos desde as postagens anteriores.

Lindo.
bjs

Batom e poesias disse...

Inquietude é a mãe do poema, Ribeiro.
Contente quando vem.
bjs

Batom e poesias disse...

Larinha, você sempre me lê como o melhor dos olhares.
Gosto-te muitíssimo!

bjs

Batom e poesias disse...

TonhO,
É como o buraco negro.
Nada por fora, mas um universo em explosão por dentro.
Beijos, meu querido!

Batom e poesias disse...

Eduardo.
Seu desejos são generosos e de todos, o que mais me faz feliz é:

"Que o Amor pelo próximo seja nossa meta absoluta."

É essa a meta maior de viver.
Grata e beijos

Batom e poesias disse...

Ju,
Que assim seja, minha querida amiga.
Tenha uma páscoa abençoada, assim como todos os seu dias.
Grata por vir.
bjs

j. monge disse...

adoro a maneira como arrumas e fechas os poemas.
desta vez (onde o vento faz a curva) passei-me.

beijos, poeta do pó das estrelas!

THAYSA AGUIAR disse...

O seu blog está lindo ! PARABÉNS Õ/

Seguindo o seu blog, segue o meu? :) *-------*

DE INVERNO A VERÃO: http://www.deinvernoaverao.blogspot.com/

Bjz, agradeço desde já a colaboração.

A.S. disse...

Não importa o tamanho da particula, mas sim o que ela contém!...

Belo o teu poema...

BeijOOO
AL

Wania disse...

Rossana

E onde tu guarda todo esse talento???Me conta...rsrsrs!


Sempre lindo, original e profundo!
Uma doce Páscoa pra ti e os teus, minha querida!

Bj imenso

Fouad Talal disse...

Passado
Passada
Partícula
do nada

somos nós.

Bê é í jota ó.

Miltextos disse...

Especialista em grãos,
falo a verdade
que não se espalha:
a poeira é humilde,
ao contrário
da orgulhosa migalha...

Sylvia Araujo disse...

E mesmo sendo esse quase nada, carrega em si um mundo inteiro.

Lindo, lindo Rossana

Meubeijopravocê

Sylvio de Alencar. disse...

Li tua quadrinha lá no Bar Do Bardo, e vim te conhecer.
Pelo que as vezes me faço, tenho minhas dúvidas de que lado estou.

Gostei de seus versos (pó), têm força inusitada.

Semana rica.

Batom e poesias disse...

Oi
João, meu poeta do além mar...
Que bom que gosta.

Um beijo

Batom e poesias disse...

Menina Thaysa,
Grata por vir.
bjca

Batom e poesias disse...

Albino, me ilumina sua presença e comentário.
bj

Batom e poesias disse...

Wania,
Sabe que não guardo em lugar nenhum?
Nem sabia que tinha algum...

Te adoro amiga!
bj♥

Batom e poesias disse...

Fouad
Somos nós...
Somos nada...
Somos gente.

bj

Batom e poesias disse...

Jorge,
Você é especialista em poesia.
E pai desse poema.

bj♥

Batom e poesias disse...

Sylvia,
Seja bem vinda.
Contente que tenha gostado.
Volte sempre!

bj

Batom e poesias disse...

Oi Sylvio
Que bom que veio do Bardo.
É ótima referência.

Acho que somos um pouco de tudo.
Essa é a riqueza de ser humano e ninguém é bom ou mau de todo.

Volte sempre.
bjs

Mirse Maria disse...

Oi Ross!

Também sou pó. Faço parte dessa mesma espécie. Acho até que vou além, quando me sinto subnitrato de pó ....

Beijos, querida!

Mirse

Fred Matos disse...

Quanta mentira num poema só, Rossana.
Mas que está ótimo, quem há de negar?
Beijos

Batom e poesias disse...

Pára Mirse!
Você é TUDO DE BOM!!!!
E te adoro.
bjca

Batom e poesias disse...

Fred!
Você não pode contar nossos segredos assim. Lembre-se do código secreto dos poetas...rss

bjs, lindo.

Amiga do Cafa ( Celamar ) disse...

Diante do universo somos " pó" ....
Perdidos. Achados. Confusos. Vivos.
Linda poesia . Como sempre.
Beijos

Batom e poesias disse...

Cel,
Do pó viemos...
Que bom que achou bonita.
Um beijo, cara mia!

Geraldo de Barros disse...

gostei da forma como vc ajeita as palavras, a forma deste poema ficou muito agradável e justa, como não sei dizer muito objetivamente para falar da forma e conteudo deste poema, crio essa metáfora: uma bela janela para uma linda paisagem.

para Rossana

em seus versos
apenas o essencial
se equilibra.

Beijo
do G.

Geraldo de Barros disse...

p.s vi puxa vida vc passou antes da publicação desse poeminha pra vc nem viu =(

Batom e poesias disse...

Eu já tinha visto e estava certa que tinha respondido...rss
Desligada...

Eu adorei, Geraldo.
Bjcas

Léo Santos disse...

És tu
micro fragmento?
poeira do caco?
menor que o átomo?
E eu
Que te achava tanto,
Que te achava o máximo,
Estava errado?

Um abraço!

Batom e poesias disse...

Léo, não se engane!

Como o Raul, "prefiro ser essa metamorfose ambulante"...

bjca