domingo, 11 de abril de 2010

Reciclagem

http//www.6vqcoisa,blogspot.com

A Arte de TonhOliveira dispensa comentários, mas meu coração teimou em fazer a própria viagem por essa imagem. Sendo assim,  nasceu este poema cujo DNA é metade do Tonho.

Habita em mim uma fonte
Que brota de não sei onde
e circula-me continuamente
Goteja e repõe-se em si mesma
o ato sagrado de fluir
e ao nutrir-se
inunda-me
Faz o findável de mim
tornar-se alma perene
Manancial eterno
Sem começo
Sem meio
E sem fim...

Rossana Masiero

29 comentários:

Lara Amaral disse...

O Tonho é exemplar na arte dele, e vc é tbm na sua. Ficou lindo vcs dois juntos assim!

Beijo.

Batom e poesias disse...

Larinha, sei que as vezes as palavras ficam aquém, mas não me contive...rss
Fico tão feliz que tenha gostado!

bjca

Mirse Maria disse...

Oba! Agora já sei onde está a fonte!

Ficou maravilhoso esse diálogo com a imagem do Tonho. Mas acredito que você tenha mesmo essa fonte.

Parabéns, Linda amiga!

Beijos

Mirse

Flavio Ferrari disse...

Essa é uma sensação curiosa
que me vem de quando em vez
a emoção volta gostosa
e a gente vira freguês

Batom e poesias disse...

Se for verdade, Mirse, que possa eu acalmar a sede dos corações.

Boa semana, querida.
bj♥

Batom e poesias disse...

Freguês charmisíssimo, Flavito!
bjca

Sylvia Araujo disse...

Tonho é incrível. E você, trazendo essa reciclagem pra dentro, foi um desbunde.

Lindo, lindo!

Beijomeu

tonhOliveira disse...



Manancial eterno
Sem começo
Sem meio
E sem fim...


Inundou-me de emoção!
Gotejou meu olhar...

Gostei!

beij♥!

cristinasiqueira disse...

Que dobradinha preciosa.
Ficou demais.
Como cresceu voce neste poema líquido.Fluindo!

Com carinho,
Cris


Tem uma oração forte para os criadores no

www.olivrosagradodasacerdotisa.blogspot.com

Batom e poesias disse...

Sylvia, corri um sério risco...
Mas fiquei contente que tenha gostado.
bj

Batom e poesias disse...

TonhO.
Sou grata pela inspiração e generosidade.

Um beij♥ bem grandão!!!

Batom e poesias disse...

Cris!
Quanta saudade, minha linda!

Grata por vir e que bom que tem postagem nova! Vou correndo!

Beijos

Wilson Torres Nanini disse...

Sempre cri, até agora, que a fonte, sem alheias sedes, é a mais triste existência. Mas há a fonte interna, que teu poema nos aventa.

Abraço!

Mai disse...

Uma boa parceria.
Tonho inspira.
bjos a ambos.

Geraldo de Barros disse...

lindo diálogo. a palavra e a imagem. ambos são grandes artistas de um sensilibidade sem medida

=)

Beijo,
G.

dine disse...

[re]começos infinitos!

Batom e poesias disse...

Interessante o seu raciocínio, Wilson.
Sempre achei o contrário: que uma fonte é o nascer inesgotável com propósitos benéficos.

Pontos de vista. Ainda bem que são muitos.
Grata por vir.
bjs

Batom e poesias disse...

Mai, eu diria que me apoderei da Arte do TonhO.

beijos

Batom e poesias disse...

Geraldo, eu agradeço, e sei que o TonhO também.
bj

Batom e poesias disse...

Não é exatamente isso uma fonte, Dine?
Bem vinda e volte sempre.
bj

Wania disse...

Rossana

A Vida é isso, um constante fluir... Feliz daquele que se deixa inundar por este Manancial eterno!


Lindo demais, tanto a arte do Tonho, servindo de inspiração, como as tuas palavras!


Bjssssss nos dois!

PS: eu amo fontes!

Batom e poesias disse...

Também amo as fontes,as nascentes, e tudo que "brota, que vinga, que medra".
Esses presentes da natureza me dão esperança.

Por isso a Arte do Tonho me encanta tanto.
bjcas

mirian disse...

Fantástico o desenho do Tonho e fantáticas suas palavras.
Tonho desenhou suas palavras ou voce "palavrenhou" o desenho do Tonho?
Toda arte se completa.

Mil beijos

Marcos disse...

Que lindo, Rossana!

BAR DO BARDO disse...

Bom & bom...

Oh not colaborou com umas gotinhas, né?...

Batom e poesias disse...

ô Marcos
Eu tava que tava com saudades de você passar por aqui...
bj

Batom e poesias disse...

On noT?
esY

bjca, Prof

contagotas disse...

Narrativa poética de uma imagem singular, ou ilustração de poema? Tanto faz. Se completam.
Bjos

Batom e poesias disse...

Tks Michele
bjcas