domingo, 26 de junho de 2011

solitude

Briony Marshall


Careço abundante
e presentemente
de franca amorosidade
e abraços benévolos  
de empatia
De indulto generoso
da poesia
E se possível
uma cantiga para acalentar
meus monstros
e distrair
meus olhos  vermelhos...


.

16 comentários:

Eraldo Paulino disse...

Encosta a cabeça aqui, minha querida. Deixa o cafuné por minha conta.

Bjs no batom!

MIRZE disse...

Linda amiga!

NÃO CHORE AINDA NÃO QUE EU TENHO UM VIOLÃO E NÓS VAMOS CANTAR.....

Minha amiga precisa ser mimada.
.

Amo você. viu?

Beijos

Mirze

tonholiveira disse...



"Vem K...rente ao meu peito!"

:o)

Wania disse...

Tristeza, por favor vá embora!



Fica bem minha amiga!
Bjs

Flavio Ferrari disse...

Não há o que me careça
Que não me apeteça

Solange Maia disse...

Rossana...

tem dias (sobretudo em fases de depressão sazonal) em que só um abraço, desses enormes e duradouros, nos fariam sorrir...

escreves lindamente... não canso de dizer !!!

beijo carinhoso

Lara Amaral disse...

Estou aqui para o abraço virtual, para me aninhar também em sua poesia.

Beijo.

Batom e poesias disse...

Eraldo,
mimimi...

bj

Batom e poesias disse...

Mirze, só não pode ser dupla sertaneja...rss

bj

Batom e poesias disse...

Tonh0,
Que lindo esse mimo.
Adorei!

bjs, querido

Batom e poesias disse...

Com o remédinho da sua poesia, eu ficarei bem, doutora.

bj imenso!

Batom e poesias disse...

Flavito,
rimou, mas eu não sei se entendi... rss

bjcas

Batom e poesias disse...

Que bom que apareces vez em quando S☼l.
Aquece-me.

bjs

Batom e poesias disse...

Um ninho de poesia é uma idéia linda, Larinha.
:D
Dá cá um abraço.

E um beijo, também!

Cris de Souza disse...

careço de uma dose a mais... de lira!

Batom e poesias disse...

Desce mais uma, Cris!

bjssssssss