segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

fundo



Emirjo em alguns dias
Insurjo à tona
atônita
afônica
recôndita
Afloro
e logo deploro
Resvalo no vicejar
E como um anfíbio
assombrado
regresso às águas turvas
É no fundo
que eu sou

30 comentários:

Eraldo Paulino disse...

É, de vez em quando eu também digo que para me encontrar, é só procurar aqui em baixo...

Lindo! (como sempre)

Bjs de borrar o batom!

vanessacamposrocha disse...

Aprofundamo-nos!
Lindo!
saudades também!
beijos

Mirse Maria disse...

Rossana!

Assim somos, nos que nos sentimos grandes, muitas vezes é preciso chegar ao fundo, rastejar para que o aprendizado seja pleno.

Perfeito e lindo!

Beijos

Mirse

Mai disse...

E no fundo há larva que erupe poesia assim. Forte e ardente e lindo, Rossana. Tem a marca do teu batom.

Lara Amaral disse...

És no fundo, porque és profunda, mais do que qualquer um pode entender. Mas no raso, transbordas, resplandeces, brilhas, vixe... aí não tem pra ninguém quando tu emerges!

=)

Beijos!

Miltextos disse...

Vou falar em coletivos: De abelhas, enxame; de pássaros, revoada; de viajantes, caravana; de poesias, Rossana.

Por todos os poemas anteriores, neste eu comentei. Falei.

Wania disse...

Rossana querida!

E te lendo não poderia ser diferente... só no fundo poderias te encontrar, realmente... no âmago das coisas!

Tu nunca serás rasa, minha amiga! Podes até vir à tona, tomar um arzinho, mas é nas profundezas que tu te achas e é nas profundezas que te encontramos!


Lindo, como sempre!
Bjssssss

Flavio Ferrari disse...

Emirjo
Insurjo
águas turvas ...
Dava outra postagem só para explicar as motivações inconscientes para associação dessas palavras ...
bj

Fran carvalho disse...

Ainda bem que existe o fundo...
bj Rô!

Batom e poesias disse...

Eraldo, adoro suas paulinisses.
Nos vemos lá embaixo, então...

bjs

Batom e poesias disse...

Vanessa, que bom que gostou.

bjs

Batom e poesias disse...

Aprender Mirse, é um árduo caminho no fundo do escuro. Mas vale a pena, amiga.

bjs

Batom e poesias disse...

Mai, o pior é que eu nem uso batom.
Sempre esqueço... rss

bjcas, linda.

Batom e poesias disse...

Larinha,
Para!
Eu já estou " me achando"...rss

Bjs

Batom e poesias disse...

Poetinha,

Que falanges e panapanáa abençoe e encha de cores a plêiade insistente.

Sinto sua falta...

beij♥s

Batom e poesias disse...

Wania,

Me sinto gratificada quando leio um comentário como o seu.

Você é demais.
bjs

Batom e poesias disse...

Flavito,
Você seria um ótimo psicanalista.
Que bom que ressurgiu no blogspot.

bjca

Batom e poesias disse...

Fran!

Que bom que veio.

É no fundo que eu sou...
bjs

Fran Carvalho disse...

Que bom q voce gostou...
pois é...tudo tem um pq...
bj

coisasdabrenda disse...

Lindo, profundo, nos faz refletir sobre a nossa essência.
Parabéns, adorei seu cantinho.
Bj

Amiga do Cafa ( Celamar ) disse...

É bom aflorar de vez em quando .

Beijinho

tonhOliveira disse...



CONteuDO.

Beijos!

Batom e poesias disse...

Adorei conhecer as coisas da Brenda.

Bem vinda e volte sempre.

bjs

Batom e poesias disse...

Oi Celamar.
Saudades do "seu amigo" Cafa.
Não tenho conseguido visitar todos os meus cantinhos preferidos.

Sou assim, subo e desço..
bjs querida

Batom e poesias disse...

TonhO,

Você é pura Arte.
Um beij♥

Emerson Souza disse...

Resumido: é uma mulher.
Bjus.

Batom e poesias disse...

Emerson
Passei lá no diário para matar a saudade.

Tinha esquecido como seu blog é bom.

bjca

BAR DO BARDO disse...

somos todos fundos

Fabio Rocha disse...

Que beleza! No fundo, somos todos profundos...

Ianê Mello disse...

É no nosso eu profundo que verdadeira está a nossa essência.

Beijo grande.