terça-feira, 23 de março de 2010

Poema alucinado

imagem do google

Quero uma semântica antiestética
A dialética histamínica e antiética
Uma estóica caneta caravela
Para navegar por minha escrita conturbada
E percorrer oceanos diferentes
caligrafando almas asfixiadas
por regras de palavras instigantes
Distribuir distúrbios falastrões
Conjuminando luares exeqüíveis
a vandalismos salgos e solares
Até que um tsunami ondulante
Desenhe a garatuja suicida
Na poesia da folha molhada

40 comentários:

Leonardo B. disse...

[como se um furacão fosse apenas um pequena brisa dentro da palavra]

um imenso abraço, B.

Leonardo B.

Lara Amaral disse...

Conseguiste, pois =).

Beijo, Rossana Furação!

Fouad Talal disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fouad Talal disse...

Enlueci até a última gota!

Maravilha!
Beijos!

Layara disse...

...totalmente alucinante...

um querer real e irreal...

Beijoo!

Paz e Luz!

Léo Santos disse...

Puxa! Menos mal que eu sempre tenho um dicionário aqui do meu ladinho. Muito obrigada, aprendi muito com o teu poema, tem que ter pedigree pra dominar a linguágem com tamanha erudição. Parabéns!

Um abraço!

Flavio Ferrari disse...

Adorei ...
E está tão bacana que ouso dar uma sugestão ...
Trocaria a palavra tsunami por outra, simplesmente pelo fato que o over-uso recente a torna momentaneamente indígna de frequentar esse seu poema.
Bj

Mirse Maria disse...

Belo demais, Ross!

Desse jeito você ocupará o lugar vago da ABL!

Lá um tsunami faz falta, assim como pessoas que escrevem como você.

Parabéns, Amigona!

Amei!

Beijos

Mirse

continuando assim... disse...

Convite
O livro "Continuando assim...", foi maltratado...

Resolvi por isso, e porque tanta gente não encontra o livro onde deveria estar (nas livrarias), recontar a história
Lá no …. Continuando assim…
www.continuandoassim.blogspot.com

Vamos em metade da história, o livro reescrito não está igual (nem poderia!) ao que foi editado.
Obrigada a todos os que vão seguindo (pois só assim vale a pena).
Um obrigada especial a quem ainda não conhece e chega de novo

Uma reflexão em relação a todo este assunto entre livros, autores e editoras, e um conselho, se me é permitido:

--- quando vos pedirem dinheiro para editar as vossas palavras, simplesmente digam que não ---
BJ
Teresa

j. monge disse...

Alucinei! Com essa da garatuja suicida alucinei mesmo. Só tu, poeta!

Beijo!

P.S. Muito obrigado pelas palavras bonitas que deixaste sobre o Crua.

Eraldo Paulino disse...

Olhando mais um poema maravilhoso teu, fiquei cá pensando...

Batom e Poesias tem algo em comum: Devem ser lindos usados por seus lábios.

Bjs!

Amiga do Cafa ( Celamar ) disse...

Uau !
Gosto da sua maneira de brincar com as palavras.
Parabéns.

beijo

Batom e poesias disse...

Leonardo,
Uma brisa pequenininha
mas avassaladora...

Gosto muito que venha por aqui.
bjs

Batom e poesias disse...

Não é gostoso, Larinha?
Como subir uma escada imensa, cheia de degraus pequenininhos...

bjs

Batom e poesias disse...

"Enluecer" é um verbo lindo Fouad.

Qualquer dia eu roubo para costurar nos meus escritos.

bj

Batom e poesias disse...

Oi Layara

Não são assim todos os quereres?
Que bom que apareceu.
bjim

Batom e poesias disse...

Léo,
Você está "tirando uma" comigo...rss

Pedigree?
Au au
bj

Batom e poesias disse...

Flavito,
Você tem razão!
Ficou mesmo uma palavrinha fora do contexto.
Vou pensar numa melhor.

Um beij♥

Batom e poesias disse...

Mirse

Tenho cacife pra isso não, minha amiga amada.
Mesmo assim agradeço o carinho.

bj

Batom e poesias disse...

Conselho devidamente anotado, Teresa.
Continue assim...
bjs

Batom e poesias disse...

Alucine João.
É bom de vez em quando, meu querido.

Um beijo

Batom e poesias disse...

Eraldo,
É uma simples regra de três:

A poesia está para a palavra assim como o batom está para os lábios.

Enfeita a vida!
bjs de batom

Batom e poesias disse...

Valeu, Cel.
Estou muito feliz por você, querida.
bjca

contagotas disse...

Poema alucinado escrito num ritmo alucinante.

Bj

Batom e poesias disse...

Alucinemos então querida contagostas.
bj

guru martins disse...

...graaaandeloquência!!
gosto
muito
disso...

bj

Wania disse...

Rossana


Ás vezes é bom acender a chama d'água na razão e deixar o fogo para poesia e outras cositas más...rsrs!

Linda alucinação poética!

Bjssssssss

Geraldo de Barros disse...

Fazia uns dias que não andava por aqui, aliás nem por aí, rs, bom... o que quero dizer é que é muito bom estar aqui

=)

Estela disse...

É de perder o fôlego e se afogar na poesia.
Bjs.

jefhcardoso disse...

Seria séptico o seu querer? (sorrio)

Jefhcardoso que também participa no Diálogos lhe deixando um abraço. Um terno abraço. Bom domingo!

Batom e poesias disse...

Guru,
Goooooooooooosto quando vem por aqui.
bjs

Batom e poesias disse...

Você muito bem vindo Geraldo.
Diria até, aguardado.
Um beijo, meu querido.

Batom e poesias disse...

Água onde deveria se fogo e fogo onde deveria ser água.
É assim que eu sou, Wânia.
Meio confusa, mesmo...rss

bjsca querida amiga.

Batom e poesias disse...

Estela minha querida,
Estava com saudades das suas visitinhas faceiras.
Eu vivo passando pelos seus cantinhos tão femininos, que eu adoro!!!!

bjca

Batom e poesias disse...

Estela minha querida,
Estava com saudades das suas visitinhas faceiras.
Eu vivo passando pelos seus cantinhos tão femininos, que eu adoro!!!!

bjca

Batom e poesias disse...

Oi Jefh
Andei lá pelo teu canto e voltarei para ler com calma.
Agradeço a visita e o abraço terno que "revido"...

bj

jefhcardoso disse...

Revidou meu abraço, eu voltei para o novo revide que nem sei como chamo. Se de tanto revidar-mos acabaremos brigando. Apertemos as mãos e sejamos amigos. (sorrio).

Note que perco a incentivadora,mas não a piada. (sorrio).

Nada. Vim apenas lhe agradece e ao ler a sua espirituosa resposta eu não pude evitar. Brinquei.

Um terno abraço!

BAR DO BARDO disse...

A
luci
nação

- pátria da luz...

Batom e poesias disse...

Jefh
Adoro gente espirituosa.
Volte sempre.
bjca

Batom e poesias disse...

Que me ilumine sempre, Henrique, assim comos são os seus sonetos.
beijos, Prof.