quinta-feira, 21 de maio de 2009

partes

 
Na ausência de me saber
É em que me fio...
Na parte de mim que desconheço
É em que me guio...
Meu lado escuro é o único que ilumina...
Por que o que não sei é o que mais quero?
Porque o que já sei não satisfaz?
Nessa falsa trégua
Entre mim e eu
A parte de mim que mais dá medo...
É o cofre onde escondo os meus segredos.
É o lugar em mim que me fascina
É a parte de mim que me apraz.

11 comentários:

Whesley Fagliari dos Santos disse...

Amiga Rossana,

Quantas partes lindas vc deixa espalhadas delicadamente, magnificamente, lindamente por aqui... Gosto muito de todas elas! Admiro-te demasiadamente... Obrigado por todos os sabores...

Luz e paz!

Com carinho,
Whesley

Amiga do Cafa disse...

"Porque o que já sei
não satisfaz?"....
Acho que mulheres como você são inquietas,
estão sempre buscando. Mentes pensantes !
Questionadoras. Inteligentes.
Querem sempre mais e o melhor !
E o melhor nem sempre é aquilo que se desejava antes de...
Pois no fundo, o desejo
é outro e se faz tudo ao contrário e se começa de novo.
Como sempre uma bela poesia para reflexão !
Poesia de busca. Intensa.
É sempre bom buscar apesar do medo .
Você vai encontrar .

j. monge disse...

do que sabes fazes um barquinho; do que não sabes, uma ilha remota. Mas, prazer, prazer, é mesmo a imquietação do mar.

tá na cara!

Beijo!

meus instantes e momentos disse...

belo post,
muito bom teu blog, gosto daqui.
Um feliz final de semana.,
Maurizio

cristinasiqueira disse...

Oi minha linda,

Este trechinho, poema inteiro :
"Meu lado escuro é o único
que ilumina..."

Beijos,

Cris

R.Vinicius disse...

A inquietude. Gosto. Gostei das tuas linhas. Há forma e sentido, ambas no âmbito dos teus versos. Aos poucos me aprofundo nas leituras.

Abraço,

R.Vinicius

Lorena Britto disse...

Simplismente lindO ...

eu senti ele...=D

BjOOs mil...

Mirse disse...

Rossana!

Realmente me identifico com seus poemas.

É pela falta, pelo escuro, pelo avesso que buscamos nosso começo.

Destaco "Por que o que não sei
é o que mais quero?"

De uma beleza profunda!

Parabéns, amiga!

Beijos

Mirse

Miltextos disse...

Às vezes desafino; outras, desatino. Mas o samba compensa o que o crime não.

Assis de Mello disse...

Rossana,
Que surpresa boa encontrar este seu blog com poemas tão bem escritos e introspectivos.
Um beijooo,
Chico

Greice disse...

"Por que o que não sei
é o que mais quero?

Porque o que já sei
não satisfaz?"

Concordo plenamente!
Adorei o blog, estou te seguindo ok?!

www.greiceosmarini.blogspot.com

Beeijo