quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Condolências


Arenga de versos
Rituais dispersos
Oração sem terço
invocação
Uma pá enferrujada
cavouca o peito
ao som de ladainhas
Cantilenas
Lengalenga
Ofereçam-me pêsames
Pois que nada ressuscita
o viço da poesia.



Procession - by Tunde Afolayan

26 comentários:

Léo Santos disse...

Pois pra mim tua poesia é bem viçosa heim! Assim como essa imagem: que imagem bonita, muito bonita mesmo! Parabéns pelo talento e bom gosto!

Um abraço!

Marcantonio disse...

Então a poesia seria a sua própria sombra num momento de sol a pino: você caminha sobre ela que sustenta você sem ser percebida.

Beijo.

Lara Amaral disse...

A vc só posso oferecer minha admiração.

Te adoro!

Beijinho.

tonhOliveira disse...



Uma pá enferrujada ca vou ca
o peito...


www.doer.com é de condoer!

:)

Assis Freitas disse...

a palavra a tudo aviva, atiça


beijo

Phoenix disse...

como se a tua poesia precisasse de ser mudada!
tens um "dom" contigo**

Mirze Souza disse...

ROSS!

Você é unica! Imagem, e poema com viço e beleza.

Ofereço como sempre minha admiração!

Beijos, poetisa!

Mirze

Miltextos disse...

Há o quê

Batom e poesias disse...

Aê gaucho!
Fico sempre feliz quando vem cá no meu cantinho. Ainda mais com palavras tão boas.

bjcas, Leo.

Batom e poesias disse...

Marcantonio

Será que é isso? Tema para uma grande reflexão.
Grata por vir.

bj

Batom e poesias disse...

Menina de Brasília, você oferece a todos nós, poesia da melhor qualidade.

Te adoro também, Larinha.
bj

Batom e poesias disse...

Tonho isso foi ótimo, mas um pouco www.plicado.com.

:)

bjcas

Batom e poesias disse...

A palavra é tudo, querido Assis.
Grata por vir.
Bj

Batom e poesias disse...

Joana querida, eu agradeço o carinho sempre presente.

Bj

Batom e poesias disse...

Mirzoca

Você tem me oferecido muito mais que isso: Amizade, conforto e carinho.
Sou grata pela parceria!
Bj

Batom e poesias disse...

Jorge,

?!...,

Pode escolher!
:)
bj

Poesia Cibernetica disse...

Nossa q visão...lindo

Jorge Pimenta disse...

dei por mim a balançar o corpo enquanto te lia :)
beijos!

vanessacamposrocha disse...

a poesia é você!

Eraldo Paulino disse...

é preciso ser muito a mesma pra ser tão diferente assim.

Cada poesia tudo carrega a mesma qualidade com versos diferentes.

Bjs no meu batom predileto!

Batom e poesias disse...

Berg, também adorei a imagem.
bj

Batom e poesias disse...

Jorge, uma valsinha três por quatro...
Estava com saudades.
bj

Batom e poesias disse...

Vana, fico toda prosa...

:D

bj

Batom e poesias disse...

Eraldo, ando mesmo repetitiva...
Aguarde 2012!

:)

bjcas

Cris de Souza disse...

que poema, que imagem, que tudo!!!

Miltextos disse...

ressuscita