segunda-feira, 14 de março de 2011

HOMENAGEM


Hoje é o dia Nacional da Poesia!
A data foi criada em homenagem ao poeta brasileiro Antônio Frederico de Castro Alves que nasceu em 14 de março de 1847.
______________________________________________________________________________
Aos poetas do Brasil e do mundo, meu tributo e respeito.
Escolhi um poema de Paulo Leminski para celebrar esse dia.


Sem Budismo


Poema que é bom
acaba zero a zero.
Acaba com.
Não como eu quero.
Começa sem.
Com, digamos, certo verso,
veneno de letra,
bolero. Ou menos.
Tira daqui, bota dali,
um lugar, não caminho.
Prossegue de si.
Seguro morreu de velho,e sozinho.
Paulo Leminski
[do livro Distraídos Venceremos]

___________________________________________________________________________

* Para todos os que fazem do poema o seu manto de estrelas, um sentido abraço!
Aqui, como ali, como em qualquer lado,
porque poeta e o seu poema não têm fronteira ou nação
De meu amigo e poeta Leonardo B. lá de Portugal:



10 comentários:

Flavio Ferrari disse...

Dia nacional da poesia ?
Quem diria ?
Vejo com simpatia ...
Embora, mesmo com a melhor fantasia,
não pertença a essa dinastia.

Leonardo B. disse...

Absolutamente rendido a esse verso tecido com tanta precisão.

Urgente!

Um imenso abraço,

Leonardo B.


* Para todos os que fazem do poema o seu manto de estrelas, um sentido abraço! Aqui, como ali, como em qualquer lado, porque poeta e o seu poema não têm fronteira ou nação!

Adriana Karnal disse...

Rossana,
bem lembrada a data...vou publicar uma homenagem no meu blog tbm. O Leminski é ótimo.

Mário Lopes disse...

POEMAR


Fazer poemas como quem faz contas
Um jogo de monta e desmonta
É fantasia Brinquedo...
Não é poesia!
Fazer poemas sem se rasgar
Não dá!
O poema de verdade
tem que doer pra nascer
Tem que romper a carne
Vencer a morte
Tem que trazer o dia
Rasgar o ventre
Chegar bêbado
Embevecido!
Irromper tonto!
Gramática?
Lapida-se!
Mas o poema em essência
há que nascer pronto
do ventre do poeta.
Que tem que parir poesia...
O resto é semântica...

(Rossana Masiero - Abril,2009)


Portanto, linda poeta, vive tu e o teu "poemar", neste dia especial!

Beijo.

tonholiveira disse...



Pô EMOS!
Pô ETAS!
Pô é SIÁ, sinhô!
Pô EMAR → amar a beira mar!

POES14!

Parabéns POEarquiteTA!

:)

Suzana Martins disse...

E viva a nossa poesia!!!

Beijos

Dario B. disse...

Não sabia o porque da escolha do dia. Leminsky é ótimo, mas nosso irmão d'além mar não ficou atrás. Um beijo.

Wania disse...

Rossana

VIVA a poesia
VIVA-SE a poesia!
TIM - TIM!!!!!



Bj grande, amiga
PS: parabéns ao Leo tb pelas lindas palavras...

Ribeiro Pedreira disse...

poesia é um mundo à parte.

Assis Freitas disse...

eu estava distráido ontem, mas hoje vim e venci: viva a poesia


beijo