terça-feira, 15 de março de 2011

da alma do poeta

The ship - Salvador Dali



A alma do poeta
não é lá flor que se cheire
Pois que vive a dourar pílula
sempre a ver navios
Chora por leite derramado
mas nunca paga o pato
nem anda na linha
o coração de galinha
Não engole sapo
pensa com o corpo
e a cabeça padece
Na chuva não se olha
nem se molha a colher
tempestades em copos d’água
que passarinho não bebe
[o fogo é para brincar]
Entorna chás de cadeira
roendo ossos duros
rema além da maré
desatando os nós
dos pingos d'água
dando a mão à palmatória
 dando com os burros n'água
dando bom dia a cavalo
e o braço à torcer
E com cordas no pescoço
prefere andar mal
do que só acompanhado 
fazendo feito andorinha
que escreve torto
de grão em grão
por certas estações 
que invernos jamais verão.

26 comentários:

Mário Lopes disse...

Pois. O poeta vive perto das andorinhas - ninguém vive mais próximo - mas não aprende com elas quando o verão acaba e deve partir: no outono ainda procurará a sua luz, já débil, escorrendo pelas últimas folhas. E conseguirá fazê-la brilhar uma última vez, prolongando a estação dentro dele.

Beijo terno, poeta inconformada.

Assis Freitas disse...

o verso de provérbio,

beijo

T@CITO/XANADU disse...

Em resumo, o poeta também é humano, ao contrário do que fantasiamos...
Suas palavras vãs, soltas ao vento, nem sempre perdem o acento.

Tácito

Suzana Martins disse...

Em suma, o poeta é aquele que vive no avesso, no reverso do verso da estação perdida! rs

AMEI!!!

BEijos

olhar disse...

todos nós...poetas...cada qual a seu jeito!

beijos com carinho,

Bia

carikaturARTE disse...



¡ATƎ ← ÔP

na aяtnoϽ mão!

pro-VER-bio-lógico!

:)

NDORETTO disse...

Oi,moça!

Gostei disso, da construção toda, do rítmo que o poema pega nesse momento:

"!desatando os nós
dos pingos d'água
dando a mão à palmatória
dando com os burros n'água
dando bom dia a cavalo
e o braço à torcer "________amei!!!

Wania disse...

Rossana querida!

De médico, poeta e louco, todo mundo tem um pouco...rsrsrs!




Bjs ;))))))

A.S. disse...

A alma do Poeta continua procurando as mais belas palavras entre a mais deliciosa das utopias...


Beijos meus,
AL

Batom e poesias disse...

Mário,
Agradeço o carinho sempre constante.
Beijo grande.

Batom e poesias disse...

Assis,
o provérso do vérbio.
:)

bj

Batom e poesias disse...

Tácito
Eu concordo plenamente.
Feliz pela presença.

bj

Batom e poesias disse...

Suzana
Em suma, acho que é tudo isso aí mesmo.
hehehe

bj

Batom e poesias disse...

Bia,
Cada qual do seu jeitinho, cada poeta com seu verso.

Beijocas

Batom e poesias disse...

Tonh0

Na contra mão do mundo, sou marginal com muito gosto...
:D

acjB

Batom e poesias disse...

Neusa,
Que comentário mais lindo.
Eu que amei...

bjs

Batom e poesias disse...

Drª Wania
De medicina entendo tanto quase tanto quanto de poemas...
:)

Beijo grande, amadica.

Batom e poesias disse...

Albino,
Dessa busca, eu sei que entendes.
Bj

MariaIvone disse...

Miga, que jeitinho o seu para desconstruir conceito desnudando a gente.

Saudades, beijo grande, está linda na foto!

Jorge Pimenta disse...

o poeta... simplesmente um homem de quem os deuses escarnecem e os demais homens temem...
um beijo, amiga com algum batom e sempre muita muita poesia!

Batom e poesias disse...

MariaIvone,
Hoje andei lendo Platão:

"O que faz andar o barco não é a vela enfunada, mas o vento que não se vê."

Beijos grandes, minha querida!

Batom e poesias disse...

Jorge,
Ainda Platão:
"Não há ninguém, mesmo sem cultura, que não se torne poeta quando o Amor toma conta dele."

:)
bj

Lara Amaral disse...

Nossa, Ross, vc descreveu perfeitamente esse nosso estilo gauche.

Beijo.

Batom e poesias disse...

Lara, vamos ser gouche na vida...
:D
bjs

Geraldo de Barros disse...

eita alma! :)

beijos

G

Batom e poesias disse...

Gê,

eita!

bj