terça-feira, 29 de março de 2011

Sumário do cansaço

Tim Walker


Trancafio agora
o baú das minhas
permissivas carências
Que esta mulher
anda exausta
das concessões
preferindo
o alento do exílio
Que apesar da
impossível
solidão
não se sujeita mais
a dedicar
vãs devoções.


36 comentários:

Michele P. disse...

Ross

Nem sei o que é melhor, controlar os próprios sentimentos e não permitir ser afetada por "vãs devoções" ou deixar-se levar pelo arrebatamento...

rs

Delícia de poema!

Bjs

Raíz disse...

LINDO POEMA, ROSS!

Também prefiro o exílio!

Me leva?

Beijos, linda amiga!

Mirze

Suzana Martins disse...

E no cansaço invento palavras que descansam no papel...

Beijos

Assis Freitas disse...

vã devoção, isso soa como oração ou com o coração


beijo

Celso Mendes disse...

vãs devoções são obsessões... o exílio pode nos libertar de muitas delas. sabe que tenho tentado essa receita? rss

beijos

cristinasiqueira disse...

Oi Ross,

Gostei demais ! Cansaço coincidente,escrevi meio isso de outro jeito.
E quando li "A poesia só entorna porque o poeta não tem cabimento.",lembrei-me das vãs devoções que dedicamos por puro encanto.

Beijo,

Cris

Geraldo de Barros disse...

depois de ler esse poema o peito se enche não só de ar mas de sábias palavras. o cansaço nos aponta um descanso para a alma. o exílio prepara o chão-d'alma para sinceros passos. a devoção nos limita o caminhar. no coração cabe muita coisa, mas o bom mesmo é levar aqueles de luz. seu poema me diz muito. :) beijos. G.

byTONHO disse...



Cans.aço?

Enquanto descansas carregue mais umas pedrinhas...

:)

Berzé disse...

É sempre bom te ler.
Abraço
Berzé

Mário Lopes disse...

É preciso salvar o coração. Ou o pedacinho dele que ele não conseguiu levar de dentro dela, quando ela estava dentro dele.

Beijo.

Daniel Hiver disse...

Gostei do poema. As palavras são de uma praticidade evidente. Parece trazer de volta a manhã e à xícara de café alguém que teve um sonho lindo de madrugada. Mas que acordou.
Os versos me disseram muito! Por que meus períodos de exílio também me ensinaram muito!

Batom e poesias disse...

Michele,
pra ser sincera, eu também não sei...
:)

bjcas, querida.

Batom e poesias disse...

Mirze,
isso já não é mais um exílio.
É uma excursão turística...
kkk

Bjcas, minha amiga amada

Batom e poesias disse...

Suzana,
acho que são assim mesmo que nascem muitos poemas...

bjs

Batom e poesias disse...

Assis,
as orações devem ser feitas com o coração♥.

bj

Batom e poesias disse...

Celso,
seu comentário é super lúcido e verdadeiro.
Se achar a receita, partilhe comigo.
:D

bjcas

Batom e poesias disse...

Cris,
Estou feliz que esteja de volta.

grande beijo

Batom e poesias disse...

Ge,
o exílio é a libertação...

beijos, querido.

Batom e poesias disse...

Tonh0,
no meio do meu caminho sempre há uma pedra...
há sempre uma pedra no meio do meu caminho...
:)

bj

Batom e poesias disse...

Berzé,
É sempre bom te receber.
Bj

Batom e poesias disse...

Daniel,
Sempre aprendemos nessa vida.
Grata por vir.

bj

Batom e poesias disse...

Mário, pulei você sem querer.

É preciso salvar o coração♥.
Bjs, querido.

Em@ disse...

Ross, às vezes temos mesmo que dar
descanso à sensibilidade/coração/emoções, o quer que lhe chamemos e que nos encaminha sempre para um estádio de exaustão.virar o caminho e seguir numa outra direcção.
gostei muito do seu poema, principalmente porque não se fica só pela constatação do facto.
beijo

Fouad Talal disse...

minina,

o coração apanha, mas não aprende. se continua a bater é de insistência. vou mandar um clichezão, que nem por isso deixa de ser uma verdade: quem não se ama, não ama ninguém.

beijo de cá.
ft

TaTa disse...

Poesia com sabedoria!
PARABENS!

Batom e poesias disse...

Fico feliz que tenha gostado, Em@.
Que bom que veio.
Bjs

Batom e poesias disse...

Fouad, vou lhe confessar um segredo:
Meu "eu lírico" não tem nenhum amor-próprio...
:D

Beijos menino

Batom e poesias disse...

Oi Ta Ta!
Seja muito bem vinda.
bj

Eraldo Paulino disse...

Férias, no máximo. Muito descanço dá preguiça.

Por isso que na dúvida eu penso em batom... nunca cansa!

Bjs!

Raíz disse...

ROSS!

Veja a homenagem que fiz para os homens! láaaaaaaaaaaaaa mos macaquinhos

Beijos

Mirze

fouad talal disse...

rsrsrs...

"eu-lírico" sem amor próprio é @#?%¨&!

espero que o "tu-lírico" seja mais condescendente. Assim sobra alguma chance pro "nós-lírico", "eles-lírico"....

se eu aluei? sempre estive por lá!
melhor aluado do que aterrado..rs

bjão!

Batom e poesias disse...

Eraldo,
Exílio não é descanso, é desterro...

Mas vou tentar umas férias antes...
bjs de batom.

Batom e poesias disse...

Amiga Mirze, ando tão negligente... Eu sei.
Já estou indo!

bj grande...

Batom e poesias disse...

Fouad,

Figura querida...
bj

Fred Caju disse...

Acabei de chegar por aqui, mas já percebi que aqui as palavras são bem cuidadas e estão em casa. Muito bom!

Batom e poesias disse...

Que bom que gostou, Fred.
Me apraz ter e ser um lar para as palavras.

bjs