sexta-feira, 20 de março de 2009

POEMA DOENTE

infinitamente poema
infinitaema poente
definitivamente infinito
infinitamente indefinido
indefinidamente poema
defini-te:
poema doente.

2 comentários:

Miltextos disse...

passa batom na minha poesia...

Amiga do Cafa disse...

Como é bom poetar uma poesia
que chega até o infinito !