quarta-feira, 22 de julho de 2009

vera C idade

Foto de Adriana Tatini
Li outro dia uma crônica do Veríssimo - obviamente o filho - que falava de duas amigas conversando ao telefone.
O assunto era sobre um encontro de uma delas, que tinha sido um fiasco, pois o pretenso namorado no afã do desejo, quase estourou a prótese de silicone das nádegas e seios da dita cuja. Mordeu seus lábios num beijo mais ardoroso e o preenchimento quase foi danificado. Suas lentes de contato verdes caíram quando ele apertou seu rostinho encantador, o que ainda amassou seu botox. Além disso, no “amasso”, o arranjo de cabelo postiço, despencou.
Depois de tudo, o cara “brochou” e as duas concluíram que ele era “viado”.
Estava no banho, quando me lembrei do texto e comecei a divagar sobre o assunto. Isso não tem nada a ver com o assunto, mas “viajo” muito quando estou sob um chuveiro.
Tenho tentado manter a naturalidade, e ser, como me diz a Dag, minha querida amiga e massagista “naturalmente bela”.
Gente! Tá difícil!
Depois dos quarenta, a coisa começa a “pegar”. São ruguinhas que não param de aparecer, a pele já não tem mais o mesmo viço, e confesso sem pudores que muito sou preguiçosa para ginástica.
E depois, quem foi que disse que "malhar" é natural? Ficar andando um tempão numa esteira que me leva de nada para lugar nenhum, puxando ferro feito um halterofilista narcisista ou alongando feito um gato sonolento...
Estou mais para ter uma hérnia de disco de ficar horas sentada na frente do computador, e ter uma lesão nas mãos de tanto "teclar". E a grande e quase única ginástica que meu corpo faz, é emagrecer ou engordar periodicamente, conforme exercito o fechar e abrir de boca nas refeições.
Talvez até goste de meditação e uma “Yoguinha” de vez em quando, sem grandes esforços...
Não sei mais o que fazer. Juro que estou tentando manter certa dignidade, mas não sei quanto tempo mais vou demorar a aderir à onda do botox, silicone, fio russo e sei-lá-mais-o-quê dos procedimentos que existem por aí. Aliás, preciso começar a me informar.
Mulheres, socorro! Preciso de conselhos femininos urgentes, pois os homens não entendem disso. Eles sempre dizem que quanto mais natural, melhor! Desde que você tenha no máximo 25 anos... Mudando (não muito) de assunto, outro dia ouvi uma frase que dizia que mulheres não envelhecem, ficam loiras! Passei a observar e constatei que é isso mesmo que acontece.
Quando meus cabelos, que nasceram loirinhos, começaram a escurecer, não tive dúvidas e fui imediatamente "fazer luzes"! As mulheres sabem do que se trata. Alguns homens também.
Sei que isso não foi nada natural e “luzinhas-para-cá”, “luzinhas-para-lá”, estou loiríssima, mas bastante preocupada, pois além de ser cotada como menos inteligente, estou entregando a idade.
Não to entendendo!

24 comentários:

Mirse disse...

Ai Rossana! Quase morri de rir!

Mas faz a gente refletir mesmo. Aproveite seus 40 anos. É a idade mais linda, onde a gente já tem certeza do que quer.

Esse caso que narrou das amigas aconteceu com uma conhecida minha que colocou silicone no "bumbum" e em seguida teve uma crise de apendicite, Óbvio que o silicone foi para os lados, teve que depois de boa, repetir a cirurgia.

Conselhos: Pegue leve, seja você, deixe transparecer a alma e não o externo. Você sempre será bonita, porque já é.

Beijos ricos de beleza natural!

Mirse

BAR DO BARDO disse...

Ross, nem adianta, você é poeta e tem em si a eternidade...

Pode parar!

Gostei do texto, mas não, não adianta, você sabe!

Batom e poesias disse...

Mirse, acho que vou chegar aos oitenta sem saber o que eu quero, mas prometo que vou pegar leve.
Um beijão, querida

Rossana

Batom e poesias disse...

ô Pimentinha!

É só um textinho pra descontrair, mas juro que eu não sei.

O que não adianta?

bjcas
Rossana

Mário Lopes disse...

Ah, acabei de chegar à superfície daquele olhar, daquele mar azul sem fundo que me puxava para o fundo (e estava a ver que me ia) e os fios de sol que eram os seus cabelos (e aos quais deitei a mão) afinal não eram fios de sol, mas sim, quanto muito, pálidos reflexos de trigo em águas de chuva? Ah, Rossana isso não se faz! O que vale é que até aos oitenta anos não vais saber o que queres, o que significa que vais mudar constantemente (ou ficar sempre na mesma, na indecisão?). Já estou baralhado. Deve ter sido do mergulho. De qualquer modo, os homens não percebem mesmo nada destas necessidades femininas. Estou, portanto, desobrigado de conselhos, não é verdade?
Linda por dentro é o que interessa e isso já tu és, poeta maior!

Beijos (ainda molhados)

Amiga do Cafa disse...

Eu acho que sou a única mulher que não fica bem de loira. kkkk
Voltei a escurecer o cabelo e me senti melhor.
Ginástica é fundamental, não para ficar com o visual em dia, claro que acaba ficando, mas para desestressar. Bom para a auto-estima.
Vai, uma caminhadinha é sempre bom. Ou quem sabe natação ? Adoro nadar.
Já fui rata de academia, mas de uma hora para a outra larguei tudo. Sim, era loira e rata de academia. Me sentia bem. Mas quanto aos homens....sinceramente ?
Acho que não ligam muito para isso.
Tá cheio de mulher " sarada" , com tudo isso, solitária.
E detalhe : Algumas são tão burrinhas...ai, é muito triste.
Mas ó, tô querendo fazer luzes..kkkk é bom mudar de vez em quando.
Adorei sua crônica.
Sincera. Inteligente. Espontânea !
Ah ! Faz um alongamento....kkkk
Beijosssssssss !!

Batom e poesias disse...

Você está me mimando Mário.

Que bom que emergiu de volta aqui para o meu cantinho.
Está bem, fica dispensado de conselhos. Só por esa vez.

beijos
Rossana

Batom e poesias disse...

Tem razão Amiga.
Que bom que gostou.
Juízo com aquele Cafa, heim?
rss

beijocas

Vivi Lima disse...

Achei, li e amei seu blog, gosto de viajar no mundo da blogosfera, se quiser visitar o meu será mais que bem vinda.
http://paraserumamulher.blogspot.com
Vamos ao que queria te dizer, sabe esse papo de ser bonita naturalmente, e bla bla bla, na minha opinião, percebam que digo que é minha opinião, não sou dona da verdade, mas acho q funciona até enquanto nos aceitamos como estamos, na verdade acho sim que a beleza vem de dentro, também estou sentindo o pesinho da idade chegando, já que faço 29 e ano q vem 30, mas me cuido desde já, cremes para retardar as ruguinhas q vão aparecer uma hora e não haverá creme milagroso q segure, mas se a tecnologia nos dá saida, pq não usa-las???
Claro que temos que por tudo na balança, esse negocio de ser magro acho tolice, mas quando as coisas começam a sair do seu lugar só tem duas saidas, ou faz oq tiver que fazer pra tentar por tudo no seu lugar (nem sempre funciona), ou aceita e começa ver beleza nisso, pq existe, mulher bonita, pode ter 80 anos que sempre será bonita.
E na verdade, quem repara nos detalhes do corpo da mulher, é somente outra mulher, homem quer mais que isso, quer uma companheira, ou as vezes quer menos que isso, quer sexo e só.
Faça o que te fizer sentir bem!
beijokas
Vivi Lima

Batom e poesias disse...

Adorei seu comentário Vivi. Que bom que podemos compartilhar essas opiniões.

Vou visitar teu blog sim, com maior prazer.
Um beijo

Rossana

Adriana disse...

O legal é encarar a idade numa boa, ir se cuidando com creminhos e evitar o que é anti natural...mas quer saber, não sou contra a plástica...agora, silicone, tenha dó.rs. Tedas nós temos crises, o bom é passar por ela sem fazer estragos no corpo.Enquanto houver poesia,você sempre terá a alma jovem, é o que mais importa.

Whesley Fagliari dos Santos disse...

Queridíssima Rossana,

O meu apreço por ti é mesmo muito grande e sincero, acredite! Desculpe-me por não passar por aqui mais com tanta frequência quanto antes... Sinto falta tb! Estou preparando o projeto do meu mestrado para o segundo semestre e isso está me consumindo tempo demais... Saiba que a cada vez que venho saio alguém melhor...

Luz e paz!

Beijos!

Com carinho,
Whesley

nina rizzi disse...

obrigada pela visita e comentário. existe, de fato tanto: aqui bolinhas!!!

beijo :)

Mirse disse...

Rossana, o blogger não quer atualizar meu lampejo.
Então vim avisar da nova postagem, caso queira ir, claro.
beijos
mirse

Batom e poesias disse...

Oi Adriana!
Uns creminhos por enquanto está bom...rss
bjs

Batom e poesias disse...

Que bom Whesley!
Estou feliz por ter vindo.
Bjs

Batom e poesias disse...

ô Nina.
Gostei que tenha vindo.
Tenho te acompanhado faz tempo e adoro teu senso de humor.

bjo tb.
Rossana

Batom e poesias disse...

Tô indo agora Mirse!!!
bjcas

Moacy Cirne disse...

Grato pela visdita ao Balaio; vejo, aqui, um mosaico poético de sensibilidade, a começar por sua lista de filmes preferidos [vide o exemplo de 'Dersin Uzala'].

Um abraço.

Batom e poesias disse...

Oi Moacy

Fico encantada com sua visita.

Li a sua entrevista lá no TEOREMA DA FEIRA e gostei muitíssimo.

bjs

Leo Mandoki, Jr. disse...

quer saber de uma coisa? fiquei pensando em vc no chuveiro....

Batom e poesias disse...

Quer saber outra?
Leo, você é muito louco!

bjs
Rossana

Adriana Godoy disse...

Adorei seu depoimento. Acho que as mulheres entendem mais seu texto. Bj

Olga disse...

Poxa, sou obrigada a concordar com você quanto à malhação! Aliás, ouvi alguém perguntar se conhecia algum atleta, daqueles que sempre malharam, que tenha vivido até a quinta ou sexta idade. Não sei se a lista dos grandes atletas que alcançaram a velhice é tão grande assim! Nesse momento deixei de me sentir culpada por estar "fora de forma", por não corresponder (não nesta encarnação) à imagem daquelas modelos photofabricadas de revista feminina (e olha que até gosto de revistas femininas!). Tembém acho que o ser natural tenha sua dignidade, mas não vejo nada de mais em que nos sintamos mais à vontade com nossa própria imagem com o auxílio de um creminho, uma puxadinha. Afinal, eles podem ser a cerejinha do bolo!O importante é ser feliz!