quarta-feira, 1 de setembro de 2010

desencanto

Amanda Cass -you make my heart flutter


Não se iluda
com o lúdico
nem com a música
Que o tempo
não me guarda para você
Ele é súbito
Rápido e último
E meu pânico
é um espetáculo
Sua tática
é pragmática
exígua
falha de ética
Sem ritmo
anêmica
Desprezou a química
da minha paixão
exotérmica
e excêntrica
Sendo cínico
e lânguido
tornou-me pirrônica
deixou minha métrica
esdrúxula.





17 comentários:

Assis Freitas disse...

se há poesia, há encanto


beijo

Leonardo B. disse...

[velha sina de poeta, todos os dias a palavra de quebranto, carregando]

um imenso abraço, Rossana

Leonardo B.

Eraldo Paulino disse...

Ah, mas a ilusão e a certeza andam juntas na mesma poesia... mas e se a minha ilusão for uma ilusinha, posso ser ilúdico? Responda com seu batom, por favor.

Bjs!

Mirze Souza disse...

Maravilha, Ross!

Buarquiando em proparoxítonas rimas!

Excelente!

Beijos

Mirze

Desengavetados disse...

Cada vez que te leio me surpreendo!
Saudades que estava de vir aqui.

Bjos!

Andréa.

Ribeiro Pedreira disse...

o tempo não prevalece em quereres opostos. apenas intui uma possível antítese.

Lara Amaral disse...

Às vezes é mesmo difícil acreditar, tento e intento.

Beijos, flor.

Zélia Guardiano disse...

Adorei, Rossana!
A sequência de palavras proparoxítonas dá incrível musicalidade aos versos...
Perfeito!
Enorme abraço e beijinhos, querida...

Flavio Ferrari disse...

Sentimentos de Pirro
por conta de chato
cura-se com um espirro

Jorge Pimenta disse...

o desencanto não está tão longe assim do encanto. será que um existe sem o outro?... talvez apenas na boa escrita; olha a tua poesia: encanta sem prefixo!
um beijinho!

Mirze Souza disse...

Voltei para ler o poema com calma, porque fiquei vidrada nas rimas!


É realmente intenso!

Ninguém pode brincar com sentimentos.
Desp´rezo então....nem pensar!

Você é vitoriosa em fazer um poema catarse!

Te admiro!

Beijos

Mirze

mARa disse...

...as vezes fazem isso, com nossos sentimentos...

Versos Lindos, queria tê-los escritos.

Bjo!

tonhOliveira disse...



canto
encanto
desencanto

cantou, contou, encantou-me o projeto!

"Um desenho trágico!"

Autoria: arquite.poe.ta Яossana

A ilustração é MÁGICA!

"Como que a gente permite
que o coração nos faça flutuar?"

contagotas disse...

Rossana
Por vezes sua escrita evidencia uma mágoa tão profunda, uma dor tão sem medida, um sofrimento tão sofrido, que apetece mimá-la.
Mas como voçê mesma afirma «não é o que parece. É o adverso do oposto do avesso...»
Seu ceticismo pirrônico que leva a que sua escrita seja esdrúxula é ingrediente indispensável para que nos continue a oferecer tão belos poemas.

Beijos
MariaIvone

Dilberto L. Rosa disse...

Não vi desencanto, mas desencanamento! Esdruxulize-se mesmo: a métrica e o ritmo da Poesia deve ser o mais exotérmico! Abração e, a propósito, os Morcegos voltaram, cheios de encanto!

Fouad Talal disse...

ainda bem que não tem dedicatória...
esse tá cortanto igual "aço de naváia"!

fica bem aí moça!
bjo

Amiga do Cafa ( Celamar ) disse...

O tempo é um mistério transformado em poesia pelas tuas mãos.
bj