terça-feira, 22 de junho de 2010

Mutante

Intervenção em imagem do google

Quem calou a minha voz
foi um poeta
que deixou por piedade
um livro
e uma caneta
Mas quebrou meu flautim
e meu violão
A tristeza se incumbiu
do que sobrou
A saudade carcomeu
o meu vestido
que era cor de pensamentos
cor dos olhos seus
A solidão encaneceu
os meus cabelos
cor do girassol
Se não morri
foi porque comi poemas
noite e dia
Fiz alquimia com letras
Antropófaga de meu próprio
coração
E como uma anomalia
sobrevivi
e tornei-me poeta
também.

58 comentários:

Assis Freitas disse...

que coisa mais bonita esse poema, sem adjetivos ou com todos,

beijo

Flavio Ferrari disse...

Doidin mas bonitin

ryan disse...

o poeta sou você
o violão ainda está aí
no flautim versificado
anomalias são necessárias.

Zélia Guardiano disse...

Muito lindo!
Poema diferente que foge ao lugar comum...
Grande abraço, querida!

Léo Santos disse...

Teu caso é muito parecido com o meu Rossana... E o maldito do escritor que fez perder a cabeça foi o Machado de Assis: - Tchê! Que mulatinho enjoado!

Um abraço!

contagotas disse...

Estou completamente rendida!
Adorei seu poema. É tão forte que até doi.
Ninguém calou sua voz apenas mudou o registo. Ainda assim pareceu-me, ouvi-lo cantado por uma voz distante com acompanhamento de flautim e violão.

Bjos

Fouad Talal disse...

vou colocar o meu coração em leilão pra ver se alguém anima a dar umas mordidas de leve...

Não se engane se pensa que depois de comer seu coração, você ficou sem coração. Pelo contrário! O que ocorre é que agora as coisas pulsam mais visceralmente, peristalticamente. Cada batita é como um ronco de fome e haja estômago!

Um filé pra você!
FT

Lara Amaral disse...

Quanto mais poemas vc come, mais escritos lindos brotam de ti, Ross.

Beijinho, querida.

Jussara Christina disse...

Dando uma passadinha para conhecer vc.
Adorei teu blog! Belíssimo!
Se puder visita meu cantinho tb!
Vou te seguir ... Adoro pessoas inteligentes, observadoras, guerreiras e sensíveis!
Bjs doces!

*´¨)
¸.·´¸.·*´¨) ¸.·*¨)
(¸.·´ (¸.·` *♥ Jussara Christina ♥*♥*♥*♥*♥*♥*♥*♥*♥

Ribeiro Pedreira disse...

da sobra se fez sopa - de letras.

Geraldo de Barros disse...

e é mesmo um ciclo, pois agora vc me cala e começa tudo outra vez

=)

muitos beijos carinhos
do Ge.

Marcantonio disse...

Se o sentido simbólico da antropofagia era apoderar-se da força do outro, o da antropofagia do próprio coração deve ser o de levar todo o ser a uma só pulsação.
Fino metabolismo poético.

Obrigado pelo comentário expressivo.

Beijo.

CANTO GERAL DO BRASIL (e outros cantos) disse...

BeP,
Se não morri foi porque comi poemas: acabei de engolir um...

Abraço poético,
Pedro Ramúcio.

Juan Moravagine Carneiro disse...

Que belo escrito

abraço

Batom e poesias disse...

Assis
Assim fico feliz.
Bj

Batom e poesias disse...

Flavito
Sou assim mess.
bjcas

Batom e poesias disse...

Ryan
Ai as anomalias...
Feliz que tenha vindo.
bjs

Batom e poesias disse...

Zélia
Honrada com sua visita.
bjs

Batom e poesias disse...

Léo, você é ótimo!
Adoro seus comentários.
:)
bjcas

Batom e poesias disse...

Contagotas, que comentário bonito!
Deixou meu dia mais feliz.
Adorei ver seu rosto sorridente na foto.
Bjs

Batom e poesias disse...

Fouad
"E ainda me disse que é assim que se faz
Um grande poeta
Uma loura tem que comer seu coração!"
(Caetano Veloso)
:)
beijo

Batom e poesias disse...

Lara
você sempre me emociona...
Você é muito querida!

Um beij♥

Batom e poesias disse...

Agradeço a visita e o comentário Jussara.
bj

Batom e poesias disse...

Ribeiro, nesse inverno até sopa de letrinhas vai bem.
bjcas

Batom e poesias disse...

G.
A gente se cala
se derrama
se esparrama
e segue
fazendo poemas.

bjs

Batom e poesias disse...

Marcantonio
"Metabolismo poético".
Adorei isso.

O comentário foi porque você realmente exuberou.
bjs

Batom e poesias disse...

Oi Pedro
Espero que não tenha indigestão.
:)
Contente por vir e comentar.
beijos

Batom e poesias disse...

Juan
Eu agradeço.
bjs

Mirze Souza disse...

Ross!

Sem comer, você já é uma alquimia.

Lindo poema onde cores se misturam com sentimentos!

Parabéns, Linda amiga!

Beijos

Mirze

tonhOliveira disse...



Alimentação!

ment-Ali-zação!

Batom e poesias disse...

Esse foi arrancado a mão, Mirse.
Sem anestesia.

Bjs amiga.

Batom e poesias disse...

Cor ♥ ação, TonhO.
Beijos, querido.

Wania disse...

Rossana

Esta p[oe]tologia é altamente contagiosa!!!!! ;)



Poema visceral, literalmente!
Bjs

Wilson Torres Nanini disse...

Que não soe tão banal: mas o poema é muito bonito. Vc foi emendando uma achado ao outro. E sigamos comendo poemas!

Abraços!

Batom e poesias disse...

Wania,
É meio crua, mas prefiro assim.
Literalmente...
:)
bjcas, querida

Batom e poesias disse...

Wilson, não soa banal, não.
Me soa lindo e me deixa feliz.
Grata por vir.

bj

Rodrigo Braga disse...

Além de tudo é uma tropicalista!

Parabéns!

Flavio Ferrari disse...

Perfeitin ...

Raquel de Carvalho disse...

Recomendado por Fouad, só pode ser boa coisa! Vim conferir e gostei muito!

Beijos!

Batom e poesias disse...

Rodrigo,
... sou?
:)
bjs

Batom e poesias disse...

Flávio

brigadin

Batom e poesias disse...

Raquel, o Fouad é suspeito.
Ele me ama...
:)

bjcas

mirian disse...

e que poeta !!!!
mil beijinhos

Batom e poesias disse...

Miriam, você é bobona...
:)
bjca

Andrea disse...

Sobreviver de poesia, esse é meu sonho rs desde menina.
sobreviveu o eu lírico comendo poemas, muito boa essa:

"Se não morri
foi porque comi poemas
noite e dia
Fiz alquimia com letras
Antropófaga de meu próprio
coração"

Muitas vezes tb não morri pq vivi para poetizar rs

Querida, vc é a formidável poetiza ou a poeta,como preferir. Gosto que me chamem de a poeta rs, por isso fiz menção aos atributo.

Ah...preciso tc com vc fora daqui.
Me passe seu email por favor, é importante!

Bjos!

Andréa.

Andrea disse...

Opa! Fui eu quem escrevi acima...acho que apertei ao errado,

Andrea do desengavetados,

bjos!

Roberta Granada disse...

Oi, adoro teu blog , tudo muito lindo como sempre,passei para ver as novidades e para te convidar para visitar meu blog também,sobre artesanato em geral, com várias dicas,e visite minha loja com peças tricotadas a mão exclusivas,beijokas
http://agulhaetricot.com
http://agulhaetricot.blogspot.com
http://titacarre.elo7.com.br

Batom e poesias disse...

Andréa, sua espontaneidade é singela.
Adorei seu comentário.

bjcas

Batom e poesias disse...

Oi Roberta, vou lá conhecer seu espaço.
Grata pelo comentário.
bjs

Thiago Elloard disse...

Muito batom e pouca Poesia.

Batom e poesias disse...

As vezes acontece, Thiago.
Grata por comentar

Fouad Talal disse...

Como infelizes Ross?
eu estava um tanto empanzinado de flores e açúcares. Foi ótimo te ler e provar... ahan ahan... rs

Tudo bem! rs
besos!

Fouad Talal disse...

Ah!
Agora que eu vi que você sabe que eu te amo!

Droga! Não se pode mais amar platonicamente hoje em dia...rs

;)

Batom e poesias disse...

Menino
Pode... pode...
bjs

Lai Paiva disse...

Se é pra escrever tão lindamente, que venham mais poemas a serem comidos... Lindo. Bj

Batom e poesias disse...

São sempre bem vindos, Lai.
bjcas

Liza Leal disse...

Fez bem em ter sobrevivido c/o alimento rico em poemas. (Compreendo isso perfeitamente!)

Teu blog é mto agradavel!

=)

Batom e poesias disse...

Grata por vir Liza.
bj